1 de abr de 2008

Roger Pfund. Quarta Capa da #54.

As imagens das postagens a seguir irão dar uma boa sensação, como se estivessem realmente paginando a revista. Graças as Profas. Zuleica Schincariol e Daniele Rodrigues de Oliveira que fizeram um belo trabalho sobre a revista Gráfica e que foi intitulado: " A Tipografia da Revista Gráfica: Mutalidade, Diálogo e Identidade" para um grande evento internacional no Mackenzie. Sendo também, tese de graduação da Profa. Daniele. Tudo será publicado em futura edição da revista. As fotos foram fornecidas por elas, algumas até com muito trabalho, como a # 49, que a Zuleica teve que fotografar na biblioteca da USP. Curtam. Mas por favor, cliquem nas imagens para ampliar e ver os detalhes.

Página dupla "Separata". # 57.

Na edição # 56, é que inauguramos as "separatas", justamente para montar o artigo sobre o magnífico Sábat. É verdade que usei uma espécie de separata nas edições anteriores # 52 e # 53, mas não tinham esta característica mais nobre. Vocês vão ficar mais deslumbrados ao ver o desenvolvimento das separatas na próxima edição da revista. A dupla: #62-63.

Página dupla com o insert "Typographycka".

A inserção do poster-suplemento "Typographycka", retorna com tudo na edição #55 da revista Gráfica.
Giambatista Bodoni foi o convidado.

Página de introdução. Gráfica #52.

Trabalhei no layout da página sobre uma colagem do ilustrador Fred Otnes. Otnes já havia sido publicado por mim na Gráfica #41. Ele foi o capista da edição e pediu uma nova tiragem especial. pois a revista acabou sendo o seu catálogo oficial em sua última exposição na cidade de Nova Yorque. Clique na imagem para ampliar e ver o belo resultado gráfico.

Página dupla: Sábat. Gráfica # 57.

Notem a sensível mudança na tipologia do artigo. A fonte mais pesada, anteriormente a Futura, foi substituída pela Smokler e Champion Gothic Heavy. A fonte Bodoni Classic Chancery, no lugar da Garamond italic trouxe mais leveza e elegância para a "mancha" sobre o bloco de texto. Os blocos de texto e os créditos ficaram mais leves, não interferindo na leitura das peças gráficas. A fonte é a Bodoni Berthold.

Continuidade do artigo Hermenegildo Sábat.

Abertura do artigo sobre "Type". Gráfica # 52.

A Gráfica # 52 foi
impressa pela Editora Escala ( Gráfica Oceano ) de São Paulo. Nesta ocasião, recebi o apoio de Carlos Man da OperaGraphica, possibilitando a feitura da revista. Nós produzimos duas edições sequenciais: a #52 e # 53 e ainda, mais duas edições especiais.

Inrtodução. Gráfica #49.

Página dupla de introdução da edição # 49. Preservei este visual nas edições seguintes...

Páginas de introdução. Gráfica # 49.


Esta edição foi praticamente dedicada ao designer americano David Carson, já na virada para o ano 2000.
È possível notar a mutação no comportamento da tipografia. Porém, não abandonei o lado "clássico" na escolha da tipologia e sequer procurei fazer um pastiche do estilo do convidado.

Pégina dupla. Abertura do artigo David Carson

Continuidade do artigo sobre David Carson.

Página de abertura do artigo A. François.

Foi na edição # 49, a apresentação do trabalho do genial cartunista e artista plástico francês André François.

Página de abertura do meu Portfólio na Gráfica.


Edição #35. Anos 90.

Página dupla da #35.

Exemplo de uma das páginas seguintes a abertura do artigo sobre o meu trabalho gráfico. O portfólio foi publicado em duas partes, nas edições #35 e #36.

Dupla de abertura do artigo Brad Holland.

Gráfica #30, anos 90. Notem que a fonte mais pesada é a Futura. Mais tarde, substituí pela Smokler e a Champion Gothic Heavy. A fonte Garamond italic no contraponto, foi também substituída pela Bodoni Classic Chancery da FontFont.